Os imigrantes nas cidades

História 4º ano

Os imigrantes nas cidades

Os imigrantes que deixavam a área rural para viver nas cidades realizavam os mais diversos tipos de trabalho. Muitos desses imigrantes passaram a trabalhar em fábricas. Naquela época, por volta de 1900, muitas cidades brasileiras cresciam rapidamente e o número de fábricas aumentava.

As condições de trabalho nas fábricas, geralmente, eram ruins. Os barracões eram mal iluminados, tinham pouca ventilação e os acidentes ocorriam com frequência. Além disso, os operários (pessoas que trabalhavam nas fábricas) recebiam baixos salários e a jornada de trabalho era muito longa.

Por causa dos baixos salários que recebiam nas fábricas, os imigrantes tinham dificuldade para conseguir boas moradias. Muitos deles passavam a viver em antigos casarões onde moravam várias famílias. Nessas habitações coletivas, chamadas cortiços, as condições de vida eram péssimas: havia apenas um banheiro e uma cozinha para várias famílias e os quartos eram pequenos e mal ventilados.

Outros imigrantes iam morar nas vilas operárias, que eram conjuntos habitacionais construídos pelos donos das fábricas para abrigar seus operários. Essas vilas ficavam próximas às fábricas e, geralmente, eram compostas de boas casas, que tinham dois ou três quartos, cozinha, banheiro e quintal. No entanto, viver nas vilas não era vantajoso para os operários, pois os aluguéis eram caros.

Nas cidades, muitos imigrantes também passavam a trabalhar em pequenas empresas, como marcenarias, alfaiatarias e sapatarias. Outros começavam a trabalhar por conta própria, exercendo atividades de pedreiros, carpinteiros ou eletricistas.
Alguns imigrantes conseguiam juntar dinheiro e montavam seu próprio estabelecimento comercial, por exemplo, açougue, padarias e mercearias.

Atividades

1. Quais eram as condições de trabalho nas fábricas?
2. O que eram os cortiços?
3. Cite uma vantagem e uma desvantagem das vilas operárias.
4. Além das fábricas, quais outras opções de trabalho havia para os imigrantes?

Respostas

1. Eram ruins, os trabalhadores recebiam baixos salários e trabalhavam por muitas horas, os barracões eram mal iluminados, tinham pouca ventilação e os acidentes ocorriam com frequência.
2. Habitações coletivas onde moravam várias famílias, os quartos eram pequenos e as cozinhas e banheiros tinham que ser utilizados por muitas pessoas.
3. A vantagem das vilas operárias era que eram próximas ao local de trabalho, mas a desvantagem era o aluguel caro.
4. Os imigrantes podiam trabalha em marcenarias, alfaiatarias, sapatarias. Podiam também trabalhar como pedreiros, carpinteiros, eletricistas dentre outros.

Mais conteúdo sobre imigração

 

   

{formulário de inscrição}

Este post tem 2 comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.