Carnaval: texto e atividades

Nem só de trabalho as pessoas vivem. As cidades, e também o campo, são lugares de festa, momentos nos quais as pessoas se unem e se divertem. Se você observar bem, poderá notar que, apesar das dificuldades, sempre há motivos para festejar. Uma das festas mais importantes do Brasil, e presente em quase todas as cidades do país, é o Carnaval. Essa festa existe há muito tempo e duas de suas principais características são a dança e as fantasias.

Festa antiga

Há mais de 3 mil anos, os gregos antigos caíam na folia em homenagem ao deus Dionísio, que simboliza mudanças e entusiasmo. Para saudá-lo, os gregos cantavam, dançavam e tomavam vinho. As festas de Dionísio se realizavam na primavera e eram muito esperadas. Elas foram crescendo até que um governante grego decidiu fazer uma espécie de desfile em homenagem ao deus: uma imagem de Dionísio era levada em um carro chamado carrum navalis, expressão que significa “carro naval” assim chamado por ser parecido com um navio, e que pode ser uma das origens da palavra Carnaval. Atrás desse carro vinham os carros alegóricos.

Controlando a festa

Passaram-se centenas de anos. As festas em homenagem a Dionísio foram se transformando, mudando de forma e significado. Há mais de mil anos, na Europa, aconteciam grandes festejos na época da primavera, mas não tinham mais nenhuma relação com o deus grego.

Mesmo assim, a Igreja Católica não via com bons olhos essa festa, que não tinha origem religiosa e decidiu limitar os dias de comemoração. Por isso, os festejos passaram a ser realizados quarenta dias antes da Páscoa, ou seja, antes da Quaresma.

O Carnaval no Brasil

O Carnaval comemorado no Brasil sofreu influência de uma festa de rua de origem portuguesa: o entrudo. Essa festa consistia em jogar farinha, ovo e tinta nas pessoas.

Todos podiam se divertir: os donos de terras, os trabalhadores livres e pobres, as pessoas escravizadas. As comemorações causavam muita confusão, porque nem sempre as brincadeiras acabavam bem.

No século XIX, surgiram os bailes de Carnaval, inspirados nas festas francesas, que aconteciam em locais fechados. Os convidados se fantasiavam, ouviam músicas e dançavam.

No Rio de Janeiro, no início do século XX, surgiram as primeiras escolas de samba. Nos anos seguintes, elas caíram no agrado da população e se tornaram uma forma popular de comemorar o Carnaval. O desfile das escolas de samba é ensaiado, tem começo e fim determinados, ocorrendo em espaços predeterminados, a participação ocorre mediante pagamento, as fantasias seguem os temas apresentados pelos enredos e é preciso também pagar por elas.

No nordeste do país, o jeito mais popular de passar o Carnaval sempre foi brincando nas ruas, mantendo um pouco da tradição trazida pelos portugueses. Nos blocos os temas das fantasias são livres e não é preciso pagar para brincar.

Uma festa e muito trabalho

Brincar o Carnaval é gostoso, mas é uma festa com muito trabalho e muitos trabalhadores: sambistas, carnavalescos, costureiras, maquiadores, instrumentistas, fazedores de bonecos, eletricistas, entre outros. Todos eles fazem do Carnaval uma festa pela qual o Brasil é conhecido em vários lugares do mundo. O Carnaval gera trabalho para muitas pessoas.

As marchinhas de Carnaval

A música “Ô abre alas” foi a primeira marchinha de Carnaval da História composta por Chiquinha Gonzaga, em 1899, para um cordão carnavalesco chamado Rosas de Ouro. Esses cordões carnavalescos eram em geral grupos de pessoas pobres que saíam às ruas para brincar o Carnaval. Para marcar o ritmo, esses cordões levavam instrumentos de percussão usados também em outras festas, inclusive religiosas.

 

1. Como é o Carnaval na sua cidade?
2. Você costuma brincar o Carnaval? Como?
3. Em que estação do ano os gregos antigos comemoravam a festa de Dionísio?
4. E o Carnaval no Brasil, ocorre em que estação do ano?
5. Você percebe alguma semelhança entre a festa de Dionísio e o Carnaval? E diferenças?
6. Qual a diferença entre o desfile das escolas de samba e os blocos de rua?
7. Quais trabalhadores estão envolvidos no Carnaval?

 

 

   

{formulário de inscrição}

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.